Missão do Exército Português na UNTAET-PKF

Participação Portuguesa na UNTAET

Nos termos da resolução 1272 de 25 de Outubro de 1999 do Conselho de Segurança, a UNTAET mantém a responsabilidade completa pela administração de Timor-Leste com poderes para exercer toda a autoridade legislativa e executiva, incluindo a administração da justiça.
O seu mandato inclui:

  • garantir a segurança c manutenção da lei e ordem em todo o território.
  • estabelecer uma administração efectiva.
  • apoiar o desenvolvimento dos serviços civis e sociais.
  • coordenar a assistência humanitária, a reabilitação do território e a assistência ao desenvolvimento.
  • apoiar a criação de um governo autónomo.
  • apoiar o estabelecimento de condições para um desenvolvimento sustentado

Fevereiro de 2000

Em 9 de Fevereiro, pelas 09h57, hora de Díli, chegaram ao aeroporto da capital timorense os primeiros militares do Exército integrados na Força de Manutenção de Paz das Nações Unidas: Comando e quartel-general do Sector Central do dispositivo da PKF e 1.” Batalhão de Infantaria Pára-quedista da Brigada Aerotransportada.

A 14 de Fevereiro, deu-se a transferência de autoridade da INTERFET para o Sector Central esperando-se, assim, que gradualmente os militares portugueses comecem a ocupar posições não só em Díli como em Liquiçá, Ermera e Manufahi, entre outras localidades.
A missão atribuída ao l.° BIPara inclui a execução de operações destinadas a criar condições de segurança, não só através de patrulhamentos como de presença militar permanente, cooperar com as Organizações Não-Governamentais a operar no sector e fornecer apoio humanitário.

 

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *